Encontre o seu lugar:
De:   a: 
Pesquisa
Login / Registar

Notícias

MM_XSLTransform error.
http://realdominio.com/escolhercasa/feed/ is not a valid XML document.
DOMDocument::loadXML(): Space required after the Public Identifier in Entity, line: 1
DOMDocument::loadXML(): SystemLiteral " or ' expected in Entity, line: 1
DOMDocument::loadXML(): SYSTEM or PUBLIC, the URI is missing in Entity, line: 1
DOMDocument::loadXML(): Opening and ending tag mismatch: link line 5 and head in Entity, line: 33
DOMDocument::loadXML(): Entity 'reg' not defined in Entity, line: 36
DOMDocument::loadXML(): Entity 'copy' not defined in Entity, line: 50
DOMDocument::loadXML(): Opening and ending tag mismatch: br line 50 and a in Entity, line: 50
DOMDocument::loadXML(): Opening and ending tag mismatch: a line 50 and div in Entity, line: 50
DOMDocument::loadXML(): Entity 'reg' not defined in Entity, line: 52
DOMDocument::loadXML(): Opening and ending tag mismatch: div line 50 and body in Entity, line: 54
DOMDocument::loadXML(): Opening and ending tag mismatch: body line 34 and html in Entity, line: 55
DOMDocument::loadXML(): Premature end of data in tag head line 3 in Entity, line: 60
DOMDocument::loadXML(): Premature end of data in tag html line 2 in Entity, line: 60 in file http://realdominio.com/escolhercasa/feed/.

<!DOCTYPE HTML PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.0 Transitional//EN">
<html>
<head>
<title>Parallels H-Sphere</title>
<link rel="icon" href="default_html/favicon.ico" type="image/ico">
<style type="text/css">
body { height: 100%; background-color: #F9F8F8; margin: 0px; padding:0px; font-family: Tahoma, Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 11px; font-weight: normal; color: #000000;}
a:link { color:#00238a;text-decoration: none; }
a:visited { color:#00238a;text-decoration: none; }
a:hover { text-decoration: underline; }
a:active { text-decoration: underline; }
a#forgot {color:#444444;text-decoration:underline;}
a#forgot:hover { text-decoration:underline; color:#0F0F0F; border-color:#666666; }
input#p, input#l { border: 1px solid #999999; font-size:11px; width:144px;}
table { color:#444444;font-size: 11px;}
h2 { color: #5e77b2; margin: 0 0 5px 0; font-size: 14px; font-weight: bold;border-bottom:1px solid #cccccc;padding-bottom:5px;font-family: Tahoma, Arial, Helvetica, sans-serif;}
h3 {font-size: 12px;margin: 5px 0;font-family: Tahoma, Arial, Helvetica, sans-serif;}
#header { position: relative; width: 100%; background:#8ea5ec; height:60px !important;border-bottom:2px solid #7083e1;}
#header h1 { margin:0 !important;padding:0 !important;text-indent:-2000em;width:214px;height:60px;}
#header #logo {position:absolute;top:15; left:10px; right:0;background:#8ea5ec; font-family: Tahoma, Arial, Helvetica, sans-serif; font-weight: 500; font-size:22px; color:#FFFFFF;}
div#centered { border: 0; width: 500px; margin:40px auto; color: black; padding:10px;border:2px solid #b1c5de; text-align:right;background: #ffffff;overflow:hidden;}
.aligncenter {text-align:center;}
#content {width:480px;text-align:left;float:right;}
form {white-space: nowrap; margin-bottom:2em; margin-top: 2em;}
small {text-align:right; display: block; font-size: x-small;}
#copyright { position:absolute;right:10px; top:15px; font-family: Tahoma, Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 11px; font-weight: normal; width: auto; text-align:right; }
#copyright a {color:#ffffff;}
#copyright a:hover {text-decoration:none;}
#bottom { position:absolute; bottom:0; width: 100%; background: #8ea5ec; height:38px !important;}
#bottom_text { position:absolute;left:10px; top:13px; text-align:left; font-family: Tahoma, Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 11px; font-weight: normal; color:#00238a;}
</style>

</head>
<body>
<div id="header">
            <div id="logo"><a href="http://www.parallels.com" target="_blank" style="color:#FFFFFF; text-decoration: none;">Parallels<sup style="font-size:16px">&reg;</sup> H-Sphere</a></div>
</div>
<div class="aligncenter">
<div id="centered">
<div id="content">
	<h2>Error 404: File Not Found</h2>
	<p>The requested page is not found. This may happen due to the following reasons:</p>
	<ul>
	<li>Page or file is outdated, renamed, moved, or does not exist.</li>
	<li>You typed the address incorrectly, like http://www.example.com/<b>pgae</b>.html instead of http://www.example.com/<b>page</b>.html</li>
	</ul>
	<p>Please contact your webmaster if you are not sure what goes wrong.</p>
<br /><br /><br /><br />
</div></div></div>
<div id="copyright"><a href="http://www.parallels.com/" target="_blank">&copy; Copyright 1999-2008, Parallels<br> All rights reserved</a></div>
<div id="bottom">
<div id="bottom_text">This page is autogenerated by <a href="http://www.parallels.com" target="_blank" style="text-decoration:underline">Parallels</a><sup>&reg;</sup> <a href="http://www.parallels.com" target="_blank" style="text-decoration:underline">H-Sphere</a></div>
</div>
</body>
</html>




Número de casas para arrendar sobe quase 40%

O número de casas vazias destinadas para arrendamento aumentou 37,6 por cento entre 2001 e 2011, passando de 80.094 para110.207 imóveis, segundo os dados provisórios do Censos 2011.

Segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacionalde Estatística (INE), 15 por cento das residências vazias em Portugal destinam-se ao mercado de arrendamento. A maior partedas casas para arrendar estão localizadas no Algarve.

Os alojamentos familiares vagos destinavam-sesobretudo para venda. No que diz respeito à distribuição regional, o maior número percentual de casas para arrendar localiza-seno Algarve (24,3 por cento) enquanto que na região de Lisboa a percentagem é de 17,4. A região com menos alojamentos paraarrendar é o Alentejo, com apenas 10,8 por cento dos imóveis vazios destinados a esse mercado.

Nas contas globais,as residências habituais correspondem a 68,2 por cento do total, as secundárias a 19,3 por cento e as vagas a 12,5 por cento.

Em relação a 2001, a subida dos alojamentos familiares foi de 16,2 por cento, um crescimento suportado, segundo o INE, pelo aumentode casas vagas (35,1 por cento) e residências secundárias (22,6 por cento).

O valor mensal da renda habitualmente é superior a 200 euros (54,6 por cento). A região mais cara é Lisboa e as mais baratas a Madeira, Norte e Alentejo.

Memorando da troika traz novidades ao mercado imobiliário

Alterações à lei do arrendamento, simplificação dos procedimentos com vista à reabilitação urbana e revisão dos princípios de avaliação. Estas são algumas das medidas para o mercado imobiliário, previstas no memorando de entendimento celebrado entre Portugal e a Troika ( Comissão Europeia, BCE e Fundo Monetário Internacional).
O mercado de arrendamento é um dos principais visados no memorando e a ideia é aprofundar alguns dos pressupostos presentes na lei de 2006. Desde logo, o despejo por incumprimento no pagamento da renda passa a ser mais célere, dos actuais 18 meses para três meses.
A liberalização gradual das rendas é outras das medidas previstas, a que se soma a redução do prazo de notificação e cancelamento do arrendamento por parte do senhorio.
No caso da reabilitação urbana, serão simplificados "os procedimentos administrativos necessários a trabalhos de renovação, dos requisitos de segurança, das autorizações de uso e das formalidades para inovação que beneficiem e enalteçam o valor e a qualidade do edifício ( tais como medidas de poupança de energia"). Além disso, está prevista uma uniformização das "regras que determinam o nível de estado de conservação da propriedade e as condições para demolição de prédios em ruínas.
Do memorando fazem ainda parte medidas como a retirada gradual das despesas com a casa no IRS e a reavaliação do valor patrimonial de imóveis.

Novo regime de Arrendamento Urbano (NRAU)

Com a entrada em vigor do NRAU, aprovado pela lei nº 6/2006, de 27 de Fevereiro, a celebração dos contratos de arrendamento tem agora mais garantias e vantagens para o senhorio e para o arrendatário.

Vantagens para o senhorio

Com a entrada da nova lei, o arrendamento passou a ser uma alternativa mais eficaz, mais segura e mais económica. O Senhorio vê agora os seus interesses mais protegidos. Se não é sua intenção vender o seu imóvel, mas deseja rentabilizar o seu património, o arrendamento será a solução ideal.

Cessação do contrato: Agora, o senhorio tem maior facilidade em cessar o contrato de arrendamento de acordo com a gravidade e consequências dos actos do arrendatário (ex. violação contínua e grave das regras de higiene, boa vizinhança, sossego, entre outras normas do regulamento do condomínio).

Restituição do imóvel: Maior rapidez e menor custo na restituição do imóvel, na ausência de pagamento da renda por mais de 3 meses. Agora o senhorio apenas terá de comunicar ao arrendatário a intenção de fazer cessar o contrato, ao fim de 3 meses sem receber renda, e instaurar uma acção executiva para a restituição do imóvel. Antes eram necessárias duas acções judiciais com a intervenção de advogados e custas judiciais.

Vantagens para o arrendatário

O arrendamento é uma solução que apresenta inúmeras vantagens. É seguro, cómodo, consiste numa opção mais rentável do que a compra de um imóvel e dá-lhe uma maior flexibilidade e mobilidade. Ao arrendar casa, não terá de suportar os custos de impostos sobre o imóvel, despesas de condomínio e despesas bancárias. Terá maior facilidade e rapidez em mudar de casa, menor burocracia, menor preocupação em realizar obras relacionadas com problemas estruturais do imóvel, entre outras questões.

A nova lei também beneficia o arrendatário.

Benefícios Fiscais: o arrendatário pode deduzir à colecta 30 % das importâncias pagas a título de renda para fins de habitação permanente, em território português, até ao limite de 586,00 € / Ano (valor actualizado anualmente). Ao limite estabelecido acima, acresce 10% no caso de imóveis classificados na categoria A ou A+, de acordo com certificado energético atribuído nos termos do Decreto-Lei n.º 78/2006, de 4 de Abril. (Ao abrigo do Código do IRS, Artigo 85.º)
Direito de Preferência: o arrendatário tem o direito de preferência em diversas situações:

* na compra do imóvel, desde que arrendado há mais de 3 anos;
* na dação em cumprimento do imóvel, desde que arrendado há mais de 3 anos
* na celebração de novo contrato de arrendamento em caso de caducidade do seu contrato.